#1 Dica: Dormir

 O sono é talvez a melhor cura para quase tudo na vida e agora sabemos que ele também pode ter um efeito positivo no controle de peso. Tem sido demonstrado que a privação do sono pode causar uma dificuldade em avaliar o quão faminto você está, enquanto ao mesmo tempo é aumentando seu desejo por alimentos de alto teor calórico e lanches para o cérebro. Tudo isso pode ser muito problemático, a menos que você seja um comedor “Profissional” e poderia usar algum aumento de apetite. Para o resto de nós, não tentar pular o sono é uma ótima ideia.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

  Tente não perder o sono. Ter um horário de sono regular pode ser benéfico. Existem muitos métodos que podem ajudá-lo a melhorar a qualidade do seu sono.

 

Deixe-nos dar-lhe algumas ideias:

 

#2 Dica: Comer alguns alimentos para saciedade extra

 Alguns alimentos parecem ter um efeito de saciar mais em nós do que outros. Ao invés de tentar alimentos aleatoriamente, a fim de encontrar o que te faz se sentir mais cheio, segue cinco dos principais alimentos que saciam:

 

 O que isso significa? Simplesmente o suficiente, se você quer ter algumas refeições no dia em que possa ajudá-lo a se sentir muito mais saciado e evitar o consumo excessivo, os cinco alimentos acima mencionados fazem esse truque.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

No período da manhã, um pouco de mingau com leite e uma maçã pode ajudar com a fome que algumas pessoas sentem quando elas acordam. Mesmo em festas e buffets, você pode encontrar algumas batatas assadas. Combinando-os com alguns alimentos ricos em proteína, você estará garantido para comer menos e não ter que ficar se confrontando.

 

#3 Dica: NÃO SUPORTO BAIXA GORDURA?

 Que tal o uso de especiarias e ervas?

 Enquanto alguns dos alimentos de melhor degustação tem uma boa quantidade de gordura. E se você está tentando reduzir as calorias, pode ser difícil de satisfazer o seu paladar com alimentos de baixo teor de gordura ou o equivalente aos alimentos que você gosta.

 Por esse motivo, o uso de especiarias e ervas podem ajudar significativamente enriquecendo não só seus alimentos com sabores únicos, mas também pode ajudá-lo a evitar o sentimento de privação com pratos de baixo teor de gordura.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

 Algumas especiarias e ervas que você pode usar são:

 

 

As escolhas são infinitas, e eles só podem ser limitados pela sua própria imaginação. Você pode pesquisar por muitas receitas na Internet, experimentá-los e ficar com aqueles que você gosta. Finalmente, algumas lojas vendem molhos e temperos de baixa caloria que também podem ser colocados na sua comida para torná-la mais saborosa.

 

#4 Dica: PEGUE UMA TIGELA MENOR E UMA COLHER MENOR

 Uma das primeiras dicas de sabedoria convencional parece sugerir que quando queremos comer menos, é usar pequenas tigelas ou pratos menores enquanto comemos. Maiores bacias parecem fazer as pessoas comer demais. Até nutricionistas cai vítimas do consumo excessivo quando eles recebem uma grande tigela e uma colher grande, consomem pelo menos 58% a mais do sorvete que é dado em uma tigela menor e uma colher menor. Embora pareça estranho, foi feito um experimento! E ele funciona.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

Simplesmente o suficiente, substitua algumas de suas tigelas e colheres por menores. Quando comer em uma festa ou um buffet escolha pequenos pratos, se eles estiverem disponíveis. Você mesmo pode preencher o espaço de um prato com vegetais para criar a ilusão de que você tem menos espaço do que você realmente tem.

 

#5 Dica: ESCOLHER UM COPO ALTO E FINO PARA BEBIDAS

 Ótimas notícias ao escolher seu copo, para todo o álcool de bebidas em geral apreciadas em festas. Os bartenders e profissionais costumam despejar uma quantidade maior de álcool em copos mais curtos e largos do que em copos altos e finos. Quanto mais? Até 30% mais álcool que pode facilmente traduzir em mais calorias consumidas.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

 Quando você sair, peça para as suas bebidas serem servidas em um copo alto e fino, do que o vidro padrão usado pelo barman. Em uma festa pode também usar o mesmo tipo de copo e tem outra você terá menor chance das pessoas derramar sua bebida. Em ambos os casos, eles têm uma função melhor do que usar um copo curto e largo.

 

#6 Dica : INSIRA O PISTACHE

 Parece que a embalagem também pode ser importante quando se considera as escolhas alimentares. Tomemos por exemplo o pistache. Embora com casca o pistache ou sem casca pareçam a mesma coisa, há realmente uma diminuição do consumo de calorias ao escolher a variação com casca. Este fenômeno, também conhecido como “pistache-princípio”, acrescenta uma ferramenta valiosa em nosso arsenal. Porque é que comemos menos a partir da variação com casca? Talvez uma combinação de comer devagar e outras coisas nos ajudam a dar o sinal para o nosso cérebro que já chega, não vamos comer mais.

 IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

 Primeiro e acima de tudo, se você está consumindo nozes, tente substituir por alguns pistache com casca ou mesmo a variação sem casca dos que você já está consumindo.

 Você também pode tentar alargar o princípio de pistache com outros alimentos. Um chocolate pesando 100 gramas e quatro pequenos chocolates pesando 25 gramas pode ser o mesmo, mas apenas o processo de abertura de cada um dos pequenos, provavelmente impedirá você de consumir todos os quatro deles.

 

 #7 Dica: TÉDIO DISFARÇADO DE FOME?

  Já teve a sensação de que algumas vezes você come simplesmente porque você está entediado? As pessoas que têm tarefas interessantes em mãos parecem menos propensas a comer em excesso do que pessoas sobrecarregadas com uma tarefa chata. O chato de tarefas pode ser tudo o que tem você em segundo lugar, supondo que o valor do que você está fazendo. Assistindo TV por horas e horas sem ter nada em particular para assistir ou aleatoriamente de rolagem acima e para baixo no Instagram enquanto atualizar a página, também conta para alguma coisa chata. Finalmente, estudantes universitários do sexo feminino, parecem ter classificado tédio como o gatilho para os episódios numerosos da compulsão alimentar, quando perguntadas sobre seus episódios. Outras razões parecem incluir ansiedade e depressão, embora o tédio ocupe um pouco mais.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

 Evite situações chatas. Se você for convidado para algum lugar onde você sente que vai ser chato, tente ignorá-lo ou tente ficar menos do que se pretende. Em sua casa, remova os alimentos das áreas onde o tédio ocorre frequentemente e também encontre uma maneira de se ocupar nas horas onde ocorrem suas ânsias. Encontre um hobby que você goste e passe suas horas de “alto risco” do dia, investindo seu tempo em si mesmo e no seu hobby.

 

#8 Dica: CORTE CALORIAS DOS ALIMENTOS DENSOS EM PEDAÇOS OU PORÇÕES

  Às vezes seu melhor aliado pode ser uma simples faça  sua jornada de contagem de calorias. Quando os alunos foram servidos de uma bisnaga inteira ou cortada em quatro pedaços, o grupo que recebeu as bisnagas inteiras mais tarde iria consumir mais calorias do que o grupo que recebeu as bisnagas divididas em quatro pedaços. Isto sugere que cortar em vários pedaços a comida pode fornecer mais estímulos à saciedade do que uma porção de comida simples, sem cortes.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

 Da próxima vez que você for ter uma caloria alimentar densa, certifique-se de que você vai dividi-la em pedaços. Finalmente, se você não estiver com muita fome, então uma ideia ainda melhor é compartilhar os pedaços com alguém nas proximidades.

 

#9 Dica:  PENSAR SOBRE SUA COMIDA

 A imaginação é uma ferramenta para tudo na vida e pode também ajudar-nos a comer menos. O simples ato de pensar várias vezes consumindo um certo tipo de comida tem mostrado ser suficiente para reduzir o consumo subsequente do referido alimento. Quantas vezes deve-se pensar em comer a nossa comida de escolha antes de consumi-la? A pesquisa mostrou que 30 vezes é um número bom para este tipo de coisa. Um processo chamado habituação é acionado que é uma diminuição da capacidade de resposta para a alimentação e a motivação para obtê-la.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

Você deve ter certeza da comida que você vai consumir. Se você não tiver certeza, então esta dica provavelmente falhará. Quando tiver certeza do alimento, imagine-se comendo, muitas vezes. Três vezes não são suficientes, trinta vezes para fotografar, porém você pode ficar Ok com menos.

 

#10 Dica: COMER PROTEÍNA EM CADA REFEIÇÃO

 Proteína é mais gratificante do que carboidratos ou gorduras e assim pode ser uma arma muito útil em seu arsenal de emagrecimento. Todos os anos evidências mais científicas sugerem que uma dieta rica em proteínas de alta qualidade é uma estratégia dietética benéfica para prevenir e/ou tratamento da obesidade. Dietas ricas em proteínas parecem ser de grande peso para controle do apetite, emagrecimento, melhor recuperação do corpo após emagrecer e saúde em geral.

 Durante as últimas décadas, dietas ricas em proteínas foram muito populares pela simples razão de que elas funcionam. Mantendo carboidratos para um nível extremamente baixo ou até mesmo cortá-los completamente de sua dieta, no entanto não é algo realista por que dietas extremas normalmente não funcionam a longo prazo.

 O que se pode fazer para aproveitar-se da proteína é sempre incluir proteína nas suas refeições principais (se não vem todas as refeições). Isto irá aumentar a saciedade da refeição e mantê-lo plenamente por períodos mais longos. Ovos e queijo cottage e feijão são algumas alternativas mais baratas para quem não pode pagar por maiores quantidades de carne.

 Tendo uma ingestão de proteína aumentada enquanto se perde peso ajuda a preservar a massa muscular que é importante para a queima de gordura.

 

IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

 Se não toda vez que você comer, encontrar uma maneira de incluir alimentos ricos em proteínas, com todas as suas refeições principais. Comer frutas, por exemplo, com um punhado de amêndoas irá mantê-lo satisfeito por muito mais tempo do que se você tivesse comido simples.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.